Para os coffee lovers: qual cafeteira devo comprar?

em Dicas e Inspirações, publicado em 9 de Março de 2018

Faça chuva, faça sol aquele cheirinho de café fresquinho é irresistível! Companheiro oficial do nosso dia a dia, tudo fica muito melhor com o bom e velho cafezinho. Para receber uma visita, para acompanhar um lanchinho ou mesmo para dar aquele up durante o trabalho. Café é sempre (muito) bem vindo!

Procuramos sempre o melhor utensílio para fazer um café delicioso, afinal, depende bastante dele para um bom resultado.

Mas, ás vezes, escolher a cafeteira ideal pode ser um desafio! Não se desespere, vamos te dar duas dicas irresistíveis que você não vai largar nunca mais!

Prensa francesa (ou French Press)

Método super tradicional de preparo, a prensa francesa é versátil, fácil de transportar e dispensa o uso de energia elétrica – você pode preparar seu amado cafezinho onde quiser (desde que tenha algum lugar para esquentar a água)!

Para utilizar a prensa francesa é importante lembrar que o café deve ser em uma moagem mais grossa – e não esses muito finos que estamos acostumados. Ah, e o melhor, não precisa de filtro de papel: o êmbolo da prensa possui uma tela fina que separa o pó da água. Além disso, por não usar filtro, o óleo do café passa para a bebida, deixando o café mais encorpado e com MUITO mais sabor.

Prática, né? E ainda por cima ecofriendly.

 

Cafeteira italiana

Outro método tradicionalíssimo e que acentua o sabor do café é a cafeteira italiana, também muito conhecida como moka. Se você nunca fez, está deixando de conhecer um dos maiores prazeres ao paladar para os apreciadores de café (principalmente se você é fã de um café mais forte).

Hoje podemos encontrar no mercado os mais variados tamanhos e modelos das cafeteiras italianos. A mais popular delas é da Bialleti (que tem um design charmosíssimo)!

O segredo da cafeteira italiana é o modo que o café é produzido: usa apenas a pressão natural do vapor, o que torna o processo simples e relativamente rápido (você nem precisa coar depois!). E não tem nada de bicho de sete cabeças! Confira ali embaixo como pode ser fácil preparar seu cafezinho.

O processo consiste em ferver a água na câmara inferior, o que gera o vapor e começa a fazer pressão. O vapor pressiona a água quente para fora da câmara inferior e através do pó de café, que é filtrado para a parte superior.

 

Fique de olho

Por falar tanto em acentuar os sabores do café, ai vai uma dica imperdível: a chaleira Gooseneck. É um método japonês que é capaz de trazer o máximo do sabor do café. Como isso? Simples, é uma técnica lenta de produção.

A água quente é trazida ao filtro para ser decantada. O que acontece é que ao invés de inundar o filtro a água é jogada lentamente por alguns minutos.

O bico estreito e curvo controla o fluxo de água sobre o café para gerenciar a velocidade bem como a precisão. A água gotejará na garrafa em um processo lento e preciso que tornará o café rico em sabores!

 

 

O bom e velho cafezinho é uma chance de desacelerar e ter um momento de qualidade e prazer em meio a esse ritmo louco da vida contemporânea. 

Enjoy moments and flavours <3

Posts relacionados

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *