Rabanada tradicional para o Natal pelo chef Leo Paixão

 

A rabanada é um dos pratos mais típicos do Natal. Todo mundo já comeu aquele pão dormido magicamente transformado em um quitute doce e suculento!

Mas da onde surgiu essa tradição?

Ninguém sabe ao certo! Há suspeitas de que tenha sido na França, onde é conhecida como pain perdu (ou “pão perdido”).

Nos Estados Unidos e em Portugal também podemos encontrar suas versões, chamadas respectivamente de French Toast e Pão de Parida. Esse último nome, um tanto curioso, deve-se à lenda que diz que a rabanada seria ótima para aumentar a produção do leite materno, portanto, o alimento das mulheres que acabaram de parir.

Entre tantas tradições, não deixa de ser curioso que esse prato tão simples tenha seu lugar cativo no Natal. É possível que isso ocorra pela forte simbologia que carrega.

O pão, para os católicos, é um alimento sagrado. A rabanada nada mais é do que o pão dormido renovado.

Confira a receita!

Ingredientes

  • Pão dormido
  • Açúcar
  • Canela
  • Essência de baunilha
  • Ovos
  • Óleo quente

Modo de preparo

  1. As fatias do pão são embebidas em leite com açúcar, aromatizado com essência de baunilha.
  2. Em seguida, passadas nos ovos batidos e fritas em óleo bem quente.
  3. Para finalizar, após ficarem douradas, são passadas no açúcar e canela.

 

No sentido de renovação, ela é mesmo muito natalina, concordam?

────•••────

Leo Paixão é mineiro, Chef do Restaurante Glouton, do gastrobar Nicolau Bar da Esquina e da hamburgueria Nico Sanduíches, todos em Belo Horizonte. Cara da nova cozinha mineira e vencedor de prêmios como “Chef do ano em Belo Horizonte” pela Revista Veja Comer e Beber, Leo é conhecido por mesclar a tradicional cozinha mineira à alta gastronomia francesa.

rancesa.


Curtiu? Você vai curtir essas também!

Theme Tool Box by Leo Brescia